Esportiva

Esportiva

A ortopedia esportiva é a área da medicina ortopédica responsável por tratar patologias relacionadas ao esporte. Os atletas, por mais condicionamento físico que tenham, estão sujeitos a sofrer com fraturas, lesões, desgastes, luxações e outros tipos de alterações envolvendo principalmente as regiões dos ligamentos do corpo (como ombros, joelhos e tornozelos).

O médico especialista em ortopedia esportiva também é responsável pela prevenção das lesões causadas pelo esporte, orientando o paciente a atuar no seu esporte para que, ao mesmo tempo em que ele possa obter bons resultados em competições, também possa evitar possíveis lesões.

Dentre algumas das principais patologias relacionadas ao esporte, estão:

Entorses

Entorse é a lesão traumática de uma articulação, que pode ocorrer em regiões como joelho, tornozelo, ombro e punhos. Praticantes de esportes como o futebol, o vôlei, as artes marciais, entre outros esportes de queda, estão mais sujeitos a entorses.

Uma entorse pode ser classificada em três níveis de dor: ligeira, moderada e grave. Na ligeira o ligamento é lesionado de maneira leve; na moderada os ligamentos da região são rompidos parcialmente. Já na grave, os ligamentos são rompidos por completo.
O paciente irá sentir dor e inchaço na região, e o médico confirmará a entorse por meio de exames de raio-x e ressonância magnética. O tratamento para entorse envolve o uso de medicamentos, aplicação de gelo e sessões de fisioterapia.

Luxação

A luxação é o deslocamento de um osso da articulação, fazendo com que o osso fique ‘fora do lugar’. Os locais mais comuns de luxação no corpo são os ombros, os joelhos, os punhos, os dedos e os cotovelos.

Uma luxação pode ser completa, ou incompleta. A luxação completa ocorre quando há separação total dos ossos da articulação. Já a luxação incompleta, também conhecida como sub-luxação acontece quando o osso não se separa por completo.
O paciente que sofre luxação irá sentir dor, dificuldade de movimentar o local lesionado, além de ter hematomas e inchaço. O diagnóstico é feito por meio de exames de imagem, como raio-x, ressonância magnética e tomografia computadorizada.
O tratamento da luxação é feito com imobilização, seguido de redução da articulação, além do uso de medicamentos. Apenas nos casos mais graves a cirurgia é realizada. Após o tempo de recuperação, o paciente passará por sessões de fisioterapia para a recuperação total da lesão.

Contusão

A contusão muscular é o trauma em tecidos moles (como tecidos e músculos) causada por impacto de grande intensidade, porém sem danos aos ossos, que corresponde por cerca de 60% a 70% das lesões esportivas.
O diagnóstico é feito por meio de exames físicos e apenas em casos mais graves, com alto grau de hematomas, o médico ortopedista irá solicitar exame de sangue para garantir que não há uma hemorragia causada pelo impacto.

O paciente que sofre uma contusão sente dor e dificuldade ao movimentar a região, além de inchaço e hematoma no local. O tratamento é feito com aplicação de gelo, pomadas anti-inflamatórias e repouso.

Fraturas

A fratura de um osso durante a prática de esportes pode ocorrer por impacto, ou por estresse, rompendo ou trincando o osso. Uma fratura é facilmente identificada ao apalpar a região afetada, porém o médico irá solicitar radiografia para classificar o tipo de fratura.

O paciente com um osso fraturado irá sentir dor, inchaço, incapacidade de movimentar o membro afetado, hematomas, além de apresentar uma possível deformidade, resultado do osso quebrado.

O tratamento para fraturas envolve a redução do osso, caso ele tenha sido deslocado, seguido de imobilização para que o osso volte a calcificar na posição correta. A cirurgia só é feita em casos nos quais não há o alinhamento dos ossos de forma natural. O médico também irá receitar medicamentos para o alívio da dor e da inflamação gerados pela fratura. Caso necessário, após a remoção do gesso, o paciente será encaminhado para a fisioterapia para completar a recuperação da fratura.

Tendinite

A tendinite é a inflamação dos tendões, que nos praticantes de esporte costuma estar relacionado ao excesso de esforço sobre o tendão. O paciente que sofre com tendinite sente dor e inchaço na região afetada, além disso, a área pode ficar vermelha e quente.

Para o diagnóstico da tendinite, analisa-se o nível de dor e sensibilidade que o paciente sente na área afetada. O médico também irá pedir exames de raio-x e a ressonância magnética, e o tratamento envolve aplicação de gelo no local, uso de medicamentos analgésicos e anti-inflamatórios para amenizar os quadros de dor e inflamação. O tratamento também inclui fisioterapia e exercícios para o aquecimento dos tendões, para que haja o alívio da dor e a melhora dos locais inflamados, ajudando no processo de reabilitação do paciente.

Mais Informações

Lembre-se que ao sentir qualquer tipo de dor relacionada a traumas durante a prática de esportes, a primeira medida é consultar um médico ortopedista: ele irá pedir os exames necessários para o diagnóstico e irá recomendar o tratamento mais adequado para cada caso.

Clínica Memorial

Av. Santo Antônio, 53
Jardim Nomura - Cotia - SP
CEP: 06716-710

Fone:
(11) 4616-0406 (WhatsApp)
(11) 4148-8843
(11) 4148-2572
(11) 4206-4376

Fax: (11) 4148-2572

Horário de atendimento

Atendimento médico
Segunda a sexta - 08h00 às 18h00

Fisioterapia
Segunda a sexta - 08h00 às 18h00

Academia
Segunda a sexta - 08h00 às 20h00

Responsável Técnico

Dr. Luis Antonio Buendia
CRM: 79752
Ortopedia e Traumatologia
Cirurgia da mão

Dúvidas?

Fale com um de nossos atendentes.

Por telefone:
(11) 4616-0406 (WhatsApp)
(11) 4148-8843
(11) 4148-2572
(11) 4206-4376

Ou clique aqui e faça sua pergunta.